Um 220v em mim mesmo.

Minha vida deu mais uma reviravolta, e por meio deste, venho deixar explícito, para qualquer um, as diretrizes que tenho a obrigação de abandonar ou cultivar nesse novo ciclo. Ah, isso foi ideia de I., devo agradecer a ela antes de mais nada.

Ao som da abertura de Chrono Trigger (PS1), venho apresentar minha nova cartilha para os próximos meses/anos.

O que fazer?

  • Não ter medo das pessoas.
  • Exercitar o corpo.
  • Acreditar em mim mesmo.
  • Dormir bem e na hora certa.
  • Trabalhar.
  • Comprar um PC novo.
  • Juntar dinheiro para cursos e tatoos.
  • Conhecer todos os restaurantes que aconoanho (que não são poucos).

O que não fazer?

  • Acordar tarde.
  • Levar o blog como uma obrigação.
  • Ficar em casa o dia todo.
  • Corpo mole.
  • Beber de mais.
  • Fumar.
  • Me deixar abater.

 

WhatsApp Image 2017-10-08 at 01.36.46

Sei que parecem ideias muito simples, e de fato são, mas sabendo como eu mesmo funciono, pretendo dar a liberdade a qualquer seguidor do blog, ou amigo, de me lembrar o que realmente importa, e como devo me portar para alcançar meus objetivos.

Estou saindo de MG em direção à SP, me desejem sorte amigos.

 

Escrito ao som de: Chrono Cross Openin

Introspecção

Domingo à noite, já sinto a melancolia à espreita.

Domingo, final de tarde, xícara com café em punhos e já começo a sentir aquela melancolia tomar conta do meu ser. Confesso que esse espaço só existe por conta desse sentimento contraditório, que vem como onda e subverte todo meu ser, deixando um gosto agridoce no paladar. Ou seria esse café com mel que estou tomando?

Bom, confesso que esse último suspiro do final de semana está sendo um tanto quanto prazeroso, apesar dos acontecidos (vide post anterior). 

Estava conversando com I. e em meio a nossa discussão, ela veio perguntar porque os derradeiros momentos do final de semana eram tão contraditórios. Não sei para vocês, mas para minha pessoa, sinto como se estivesse em meio a uma disputa, onde a anunciação da nova semana lutasse contra o ferido e experiente final de semana, onde a vitória seria recompensada com meu amor. Geralmente o nobre cavaleiro semanal vence e me faz ficar de molho em casa, recuperando forças para o que me espera no dia seguinte, mas vez ou outra, o experiente final de semana vence e me faz aventurar em alguma última farra, como quem se despede de um grande amigo. 

Sabe, quanto mais envelheço, mais nítida essa luta se torna.

Esse papo está bem abstrato mas imagino que não seja de impossível compreensão. Quando for mais tarde, certamente a melancolia irá se abater sobre esse que vos fala, aí elaboro um post mais leve, certamente cheio de memes, para finalizar essa domingueira.

(Blogar através do celular é muito ruim)

Escrito ao som de: Lazerhawk – So Far Away

Nota para amizade

Amigos de verdade se contam nos dedos, disso todo mundo sabe, porém em certos momentos da minha vida senti como se em minhas mãos não houvesse dedo algum.

A madrugada machuca as vezes, não é? Tamo junto, boy.

 

ps: gosto muito mais do Milhouse do que do Bart

 

Escrito ao som de: YTPMVBR – O anuncio me falou outra vez

link: https://www.youtube.com/watch?v=TcLAiYCqdgs

Abraçar o mundo

Recentemente tenho vivido muitas situações tragicômicas, porém nada se compara a uma em específico.

Eis que me envolvo em um projeto com potencial grandiosíssimo, juntamente de outros dois companheiros. Fico encarregado de desenvolver determinada tarefa, porém começo a sentir que a máquina não está bem azeitada, o que acaba travando o processo, os dias passam, e aquela suspeita que morava no fundo de minha alma começa a ganhar força, até virar uma espécie de mordaça, ou uma daquelas coisinhas de prender gente no pé da mesa (foto).

Mania de grandeza é complicado de lidar, afinal ninguém consegue abraçar o mundo inteiro. Poxa, desde cedo me ensinaram que é com calma que se chega longe, e a vida me ensinou que a especialização é uma boa forma de se dar inicio a determinado tipo de atividade.

Ah, bom dia.

 

Escrito ao som de: DK Country 2 – Bramble Blast e o som dos carros passando na rua

link: https://www.youtube.com/watch?v=73n7HTcmb5g&ab_channel=MechaSoul

 

Primeiramente, bom dia?

Sempre fui um sujeito noturno, e adorava esse traço de minha personalidade, mas ultimamente a vida adulta veio com os dois pés nos meus peitos, trajando calçados de responsabilidade, e acordar cedo tem virado uma espécie de penúria.

Seja como for, ainda estou acordado conversando com a namorada, aquela que hoje é administradora desse espaço. Ela virou e disse “ah amor, você precisa dormir, afinal vai acordar super cedo amanhã” porém sempre retruco com alguma bobeira para distrai-la e me render mais alguns minutos acordado.

Quando comecei a escrever, tinha em mente a ideia de explanar sobre a diferença de um “bom dia” e “boa noite” para quem, como eu, é um madrugador nato, porém esse texto está ficando maior do que gostaria, e isso aqui num é Facebook, só sou meio carente mesmo. Pois bem, até mais.

 

ps: o título era para a primeira ideia, mas acabou ficando mesmo assim.

 

Escrito ao som: das teclas do notebook e Bloc Party – Banquet

link: https://youtu.be/vdkmhquF60o

Por quê?

Bom, já tem cerca de vinte e sete minutos que estou olhando para essa caixa de texto, e de fato, não tenho muita noção do que relatar, ainda mais nesse primeiro post. Estou com minha namorada ao telefone, a grande incentivadora deste pequeno projeto, e que, do alto de toda a sua calma e serenidade me deu a ideia de relatar minhas experiencias neste espaço. Vamos ver no que dá.

Escrito ao som de: DK Country 2 – Forest Interlude

link : https://www.youtube.com/watch?v=5IUXyzqrZsw&ab_channel=SupraDarky